Você dos sintomas que são apresentados pelo indivíduo.

Você
sabe o significado de disartria? Considerado uma falha na fala motora, a
disartria costuma ser marcada quando a pessoa apresenta uma “fala defeituosa”. Segundo
especialistas, a disartria é ocasionada, tecnicamente, por um distúrbio
neurológico, por diversas eventualidades.

Dessa
forma, uma pessoa que possui o distúrbio costuma apresentar dificuldades de se
fazer entender por meio da fala, o que ocasiona inclusive consequências emocionais,
resultados da frustração de não conseguir fazer com que entendam o que falam, e
que acaba por proporcionar dificuldades de interação, timidez, dentre outras
questões que norteiam o convívio social das pessoas que sofrem com o problema.

We Will Write a Custom Essay Specifically
For You For Only $13.90/page!


order now

Para
entender de forma mais clara a disartria é importante conhecer mais a respeito
sobre as características apresentadas pelo distúrbio, como causas, tipos e
também o tratamento mais eficaz.

Tipos de disartria

Para
identificar qual tipo de disartria a pessoa possui é necessário realizar uma
avaliação a respeito dos sintomas que são apresentados pelo indivíduo. Neste
sentido, dentre as tipagens do distúrbio é possível identificar algumas, como a
espástica, ataxic, neurônio motor superior unilateral, flácida, hipercinética, mista
e hipocinética. Esses tipos de disartria variam de acordo com o local ou mesmo
as causas responsáveis pelo problema:


Espástica: Resultado de lesões que ocorrem pelos dois lados que compreendem ao
neurônio motor localizado na parte superior do cérebro;


Flácida: Originada por danos, a disartria flácida costuma se apresentar em um
ou em ambos os lados do neurônio inferior;


Ataxic: Esse tipo de disartria costuma ocasionar feridas no cerebelo;

– Do
neurônio do motor superior unilateral: Neste caso, a disartria se manifesta
somente em uma porta do neurônio motor superior;


Hipercinética: Localizado nos gânglios, a disartria hipercinética é originada
por lesões;


Hipocinética: Para este tipo de distúrbio, a desordem é ocasionada por danos
nos gânglios basais;


Mista: Resulta da combinação de diferentes tipos de disartria. Na maioria dos
casos, a disartria é resultado de um conjunto de fatores, como lesões, AVC,
etc.

Causas

Ocasionado
por danos musculares que ajuda a controlar a fala, a disartria pode ter
diversas causas. Dentre os principais motivos para que uma pessoa desenvolva o
distúrbio estão as lesões no cérebro, tumor cerebral, Acidente Vascular
Encefálico (AVC), mal de Parkinson, esclerose múltipla, paralisia cerebral,
dentre outras.

Por
possuir diversas causas é de extrema importância um acompanhamento com
especialista da área, pois ele é o profissional responsável por identificar
qual é o verdadeiro motivo para o desenvolvimento da disartria.

Tratamento

Como
já dissemos no tópico que trata sobre as causas da disartria, o acompanhamento
com um médico especialista é essencial para que se avalie o tratamento
necessário para cuidar de quem sofre com o distúrbio.

Além
do tratamento realizado para o alívio de sintomas, que costuma envolver
intervenções medicamentosas, a pessoa que desenvolve disartria deve partir em
busca de atividades que ajudem na melhoria da qualidade de vida, como o acompanhamento
com fisioterapeuta e também um acompanhamento psicoterápico, sendo as duas
atividades essenciais para o processo de aceitação.